ANAIS DO XIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA E VIII SIMPÓSIO NACIONAL DE CIÊNCIAS SOCIAIS


Categoria: Acadêmico

Por que comemorar os 100 anos da Revolução Russa? Qual a importância dessa data histórica para nossa contemporaneidade? São indagações e inquietações que, em pleno século XXI, acabam incidindo diretamente na consciência coletiva das pessoas que vivem em sociedades complexas marcadas por profundas desigualdades e contradições em pleno processo de globalização e mundialização do capital.

A Revolução Russa é compreendida por grandes estudiosos como um dos mais importantes acontecimentos do século XX, pois além de derrubar o czarismo absolutista russo, levou a ascensão de Lenin, consolidando o primeiro estado socialista da História. Dessa forma, o XIII SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA – VIII SIMPÓSIO NACIONAL DE CIÊNCIAS SOCIAIS foi um evento organizado em parceria cooperativa entre os Cursos de Bacharelado e Licenciatura de História e Ciências Sociais da UFG – Regional Catalão e do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em História com o apoio da FAPEG. A partir do tema proposto, “100 ANOS DA REVOLUÇÃO RUSSA: CAPITALISMO E SOCIALISMO NO SÉCULO XXI”, reunimos importantes pesquisadores das Ciências Humanas e suas pesquisas, que para além da discussão acadêmica, promoveram um balanço sobre a Revolução e seus desdobramentos na atualidade.

Vivemos em um contexto histórico de claro ataque a democracia, de misérias, guerras, epidemias, terrorismos, revigoramento de todos os tipos de preconceitos e discriminações, fortalecimento dos aparatados repressivos, criminalização dos movimentos sociais, recrudescimento do fascismo, que entre outros elementos são marcas visíveis do nosso tempo. Assim, dentre seus objetivos, tivemos não só o incremento às análises, estudos e a difusão dos direitos sociais, populares e da História política moderna, como seu percurso histórico e influências políticas no imaginário político contemporâneo.

O propósito foi promover a reflexão crítica acerca dos problemas teóricos e práticos que surgem da relação entre a revolução social e as formações sociais na contemporaneidade. O conjunto de textos ora publicados constituem uma seleção de pesquisas apresentadas nos diversos Grupos de Trabalhos (GTs) do evento e objetiva alinhavar uma série de temáticas sobre a realidade histórica, gênero, religião, cultura, racismo, feminismo, política, ditaduras educação, colonialidades, entre outros. Vale destacar que essa seleção de artigos constitui um variado leque temático de trabalhos em andamento ou finalizados de graduação e pós-graduação, e percorre variadas proposições que possibilitam um amplo quadro de temas e discussões. Num momento em que o Brasil vive um cenário de golpe aos moldes de 1964, intervenção militar, o mundo apresenta um panorama muito próximo ao começo do século passado com guerras, ascensão do fascismo nas eleições europeias, aumento de refugiados com números maiores que o da Segunda Guerra Mundial, e ainda, todo tipo de desrespeito aos direitos humanos, fica mais evidenciado a necessidade de estudos que nos ajude a construir uma nova realidade. É com esse intuito que esperamos que esses artigos fomentem a reflexão e novas pesquisas que de forma concreta atuem na transformação social em busca de uma sociedade justa e igualitária.

Lilian Marta Grisolio
José Luiz Solazzi

Procurando Editora? Faça como diversos autores e publique conosco.

1
Olá, podemos ajudar?
Powered by